Governo prorroga por 2 meses o auxílio emergencial

O auxílio emergencial terá mais duas parcelas de R$ 600, informou o ministro da Economia, Paulo Guedes, em cerimônia no Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a dizer que vetaria o valor de R$ 600, mas tomou a decisão para evitar atritos com o Congresso. O governo publicará um decreto para estender o benefício.

O Ministério da Cidadania deve elaborar um calendário como feito com as primeiras parcelas para detalhar o pagamento. A Caixa Econômica, que é quem opera o benefício, ainda está avaliando como serão realizados os créditos na poupança digital. É possível que o anúncio seja feito amanhã. O governo tem até quinta-feira para detalhar o decreto.

Segundo Guedes, a proposta é que sejam pagas mais quatro parcelas em dois meses, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil.

O pagamento deverá ser feito da seguinte maneira, segundo o ministro:
R$ 500 no início do mês;
R$ 100 no fim do mês;
R$ 300 no início do mês;
R$ 300 no fim do mês.

O anúncio foi feito em uma cerimônia no Palácio do Planalto, da qual participaram o presidente Jair Bolsonaro, ministros do governo, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de parlamentares e convidados.

Na cerimônia, Bolsonaro assinou um decreto sobre a prorrogação do pagamento.

Após o evento, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que o cronograma de pagamento das novas parcelas ainda será divulgado. Segundo ele, o calendário está pronto, mas falta autorização do ministro Paulo Guedes para anunciar.


Fonte: G1 e Uol Economia


GRUPOS VIPS: WHATSAPP / TELEGRAM
Siga nossas páginas: INSTAGRAM / FACEBOOK
Siga nossa página do LinkedIn: CLICANDO AQUI.
Curso de informática do básico ao avançado

Em hipótese alguma entraremos em contato a fim de contratação. Aqui é um site apenas de DIVULGAÇÃO DE VAGAS. Todo e qualquer contato em nome do nosso site é falso!


Compartilhe esta vaga:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: